17/11/2017

Educação Pública no séc. XXI

Dinheiro não falta e escolas também não. Há professores e os alunos recebem todos os livros, alimentação e transporte. No Ensino Médio, só a burrice dos burocratas e a preguiça dos alunos faz com que a Educação seja algo fantasioso, ineficaz e ineficiente.
Não se pode dizer isso do Ensino Fundamental e da Educação Infantil. Em qualquer série, do CA (classe de alfabetização) ao 9º Ano, o que encontramos são, em sua maioria, professores despreparados para conduzir a criança ou o adolescente a uma construção sólida do conhecimento proposto.
Durante o processo de alfabetização em sua língua materna, a criança tem que lidar com outros assuntos e tarefas que, quando são para serem feitos em casa, acabam por se tornar serviço para os pais. A alfabetização matemática deveria vir logo após, mas em seu lugar as crianças aprendem a decorar símbolos e regras, no fundo, desconhecidos da própria professora. Ela, coitada, em sua formação técnica no EM, não recebe a devida preparação para introduzir o estudo das Ciências e das Matemáticas. Quando vai para a sala de aula, ensina como lembra de ter aprendido como aluna. A didática passa longe dali, conceitos pedagógicos são todos esquecidos nas folhas de prova do curso de formação.
Ao entrar no II ciclo do EF, o aluno está tão distante de possuir habilidades que o levem a uma aprendizagem significativa que só resta aos professores dessa etapa encherem a lousa de matéria para ser copiada – mesmo que nada tenha sido aprendido. Então, um aluno que tem o caderno completo, não “abre a boca” em sala de aula (nem para participar com perguntas ou sugestões) e não cria nenhum tipo de embaraço para professores e direção, é considerado bom.

(continua)

15/08/2017

Estudante é aquele que estuda

No início do ano, quando pude ver que o Caíque leva seus estudos a sério, desafiei-o a passar em Física no 2º bimestre, o que equivale a tirar 10,0 nos dois bimestres.
Pois bem, ele conseguiu e merece minhas mais sinceras congratulações.

Parabéns, Caíque!

09/08/2017

Associação de Resistores - Alaor

Galerinha, você pode assistir ao primeiro vídeo clicando AQUI - Associação em Série.
Em seguida clique no SEGUNDO para ver a associação em paralelo.
Não esqueça de deixar seu nome.


07/08/2017

Vídeo de Óptica

O vídeo de óptica está disponível em LAFER  ou ali em baixo à esquerda.
Não deixe de marcar seu nome, nº e turma.

04/08/2017

Só Aprendo se eu quiser

Gosto muito de comparar o professor a um cozinheiro. A matéria são os ingredientes e a aula é a preparação do alimento. Alguns comem na hora e conseguem digerir sem dificuldades, mas a maioria faz uma quentinha e leva para comer em casa. Uns poucos comem e se alimentam do conhecimento, mas a maioria, infelizmente, joga a quentinha em qualquer lugar onde ela apodrecerá.
Metáfora à parte, se o estudante não consolida o que estudou naquele dia, ele está desperdiçando seu tempo brincando de escolinha para curtir o social.

08/05/2017

Dificuldades com Matemática Básica?


Clique na figura e comece a estudar!!!!!

Enem 2017

Os candidatos ao Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) já podem fazer a inscrição no site do INEP ; a partir hoje até as 23h59 do dia 19 de maio. Para este ano, as provas serão aplicadas em dois domingos: 05 e 12 de novembro.

No ato da inscrição, os candidatos deverão informar o CPF e do documento de identidade, dados sobre sua escolaridade e o grupo familiar. Cada participante terá que cadastrar um número de telefone e um endereço de e-mail válidos, que serão os mecanismos de comunicação entre a organização e o candidato.

O ENEM será a porta de entrada para ingresso em universidades públicas através do Sistema de Seleção Unificada (Sisu),para bolsas em universidades privadas através do Programa Universidade para Todos (ProUni) e também para receber benefício do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Lembramos que nesta edição, as notas do exame não servirão como base de certificação de conclusão do Ensino Médio, cabendo esta alternativa por meio do Exame Nacional de Certificação De Competências de Jovens e Adultos (Encceja).

Para acessar a página de inscrições, clique na figura abaixo:

28/04/2017

4 dicas simples para você aprender o que quiser

By Dra. Joana Marino

A BBC perguntou ao físico americano ganhador do Prêmio Nobel de Física em 1965, Richard Feynman, e ele afirmou que existem dois tipos de sabedoria: aquela em que se aprende apenas o nome das coisas e aquela em que, de fato, se aprende alguma coisa. Para atingir o segundo tipo, desenvolveu-se quatro passos simples:

ESCOLHA UM CONCEITO
Anote o conceito que você deseja aprender. Quer saber mais sobre niilismo? Anote no papel. Quer saber mais sobre as Leis de Newton? Anote no papel. Quer saber mais sobre Taylor Swift? Tudo bem, anote no papel.

EXPLIQUE-O A UMA CRIANÇA
Escreva tudo o que você sabe sobre este conceito. Mas atenção: escreva como se estivesse explicando para uma criança. A ideia é que seja o mais simples possível. Por mais desnecessário que você julgue isso, é uma etapa importante. Evite jargões e frases prontas e explique cada detalhe.

PESQUISE SOBRE O TEMA
Ao fazer as anotações, certamente dúvidas devem ter surgido. É agora que você preenche as lacunas. Pesquise tudo o que ainda falta entender. É aí que você realmente vai aprender mais sobre ele. Depois de entender o que faltava sobre o assunto, volta às anotações simples e complete ela.

REVISE E SIMPLIFIQUE

Depois de tudo isso, releia, revise e simplifique ainda mais. Leia em voz alta para ter certeza sobre a clareza do tema. Se alguma coisa parecer confusa ou estranha, volte ao tópico três até se sentir satisfeito.

10/04/2017

Não deixe de ir ao youtube e digitar dilatação linear. Tem um monte de gente falando sobre isso

À direita em PÁGINAS você tem o gabarito dos exercícios da folha de dilatação.

20/03/2017

06/02/2017

Alunos do Cardoso Fontes

Eu gostaria de dar as boas vindas aos alunos de 2017 do C E Cardoso Fontes.
Espero que tenhamos um ano de muito aprendizado e que possamos fazer isso
com bastante cordialidade.
O TRABALHO PARA DIA 20 ESTÁ ALI AO LADO >>>>>>>>>>>>>>
Não esqueça de deixar sua mensagem.

05/01/2017

Stephen Hawking: Inteligência artificial e robôs vão dizimar empregos da classe média

A inteligência artificial e a automação crescente vão dizimar os empregos da classe média, agravando a desigualdade e arriscando uma reviravolta política significativa. Este não é o roteiro de um filme futurista, mas uma previsão de uma das pessoas mais inteligentes do planeta, o físico Stephen Hawking.
Em uma coluna no jornal The Guardian, o físico mundialmente famoso escreveu que “a automação das fábricas já dizimou empregos na manufatura tradicional, e a ascensão da inteligência artificial provavelmente estenderá esta destruição do trabalho profundamente nas classes médias, com somente os cargos de mais cuidado, criatividade ou de supervisão permanecendo”.
Ele acrescenta sua voz a um crescente coro de especialistas preocupados com os efeitos que a tecnologia terá sobre a força de trabalho nos próximos anos e décadas. O medo é que, enquanto a inteligência artificial vai trazer aumentos radicais na eficiência na indústria, para as pessoas comuns isso se traduzirá em desemprego e incerteza, conforme seus empregos humanos sejam substituídos por máquinas.
A tecnologia já destruiu muitos empregos tradicionais de fabricação e da classe trabalhadora – mas agora pode estar pronta para causar estragos semelhantes às classes médias.

Rápida substituição
Um relatório publicado em fevereiro de 2016 pelo Citibank em parceria com a Universidade de Oxford, no Reino Unido, previu que 47% dos empregos nos EUA estão correndo risco de automação. No Reino Unido, 35%. Na China, incríveis 77%. Três das dez maiores empresas ou órgãos públicos empregadores do mundo já estão substituindo seus trabalhadores por robôs – a Foxconn, que faz a manufatura de produtos da Apple, do Google e da Amazon, a rede de supermercados Wallmart e o Departamento de Defesa do EUA – órgão com o maior número de empregos do mundo, já anunciaram avanços nesta área.
A automação “por sua vez irá acelerar a já crescente desigualdade econômica em todo o mundo”, escreveu Hawking. “A Internet e as plataformas que possibilitam que pequenos grupos de indivíduos tenham enormes lucros ao empregar pouquíssimas pessoas, isso é inevitável, é um progresso, mas também é socialmente destrutivo”.

Ele enquadra esta ansiedade econômica como uma razão para o aumento da política populista e de direita no Ocidente: “Estamos vivendo em um mundo de ampliação, e não de diminuição, da desigualdade financeira, no qual muitas pessoas podem ver não apenas seu padrão de vida, mas a sua capacidade de ganhar a vida, desaparecendo.
Combinado com outras questões – sobrepopulação, mudança climática, doenças – estamos, Hawking adverte ameaçadoramente, no “momento mais perigoso no desenvolvimento da humanidade”. A humanidade deve se unir para superar esses desafios, diz ele.
Stephen Hawking já expressou preocupações sobre a inteligência artificial por uma razão diferente – ela poderia ultrapassar e substituir os seres humanos. “O desenvolvimento da inteligência artificial poderia significar o fim da raça humana”, disse ele no final de 2014. “Os seres humanos, que são limitados pela lenta evolução biológica, não poderiam competir, e seriam substituídos”. Será?

 [Business Insider]