29/11/16

Notas do Cardoso Fontes

Galera do 3º Ano,
As notas estão ali, à direita.
Qualquer observação, use o endereço  http; lafer@globo.com

17/11/16


Então fica assim: 
a gente está aqui para desenvolver nosso pensamento científico.
Nesse mundo cheio de tanto mito, o que a gente quer é ver o céu azul e saber o porquê, brincando e aprendendo e fazendo 
e sendo feliz.
Não se esqueçam que ouviram de mim: Amigo estou aqui!

11/11/16

A luz do sol importa, e muito. A ideia não é exatamente nova, mas de acordo com um estudo recente da Universidade Brigham Young (BYU), nos EUA, a quantidade de tempo entre o nascer e o pôr do sol é a variável climática que mais importa quando se trata da nossa saúde mental e emocional.
Seu dia pode ser preenchido com temperaturas irritantemente quentes, poluição do ar e talvez até mesmo nuvens de chuva, mas isso não necessariamente nos põe para baixo. Se somos capazes de absorver bastante sol, nosso nível de sofrimento emocional deve permanecer estável. Tire o tempo de sol, no entanto, e nossa angústia pode aumentar. Isto aplica-se à população clínica em geral, não apenas a pessoas diagnosticadas com Transtorno Afetivo Sazonal.